fbpx

O mês de setembro é conhecido mundialmente pelas campanhas do Setembro Amarelo, já que no dia dez marca-se o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio.

Anualmente, são registrados mais de 13 mil suicídios no Brasil e mais de 800 mil no mundo, ou seja, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio em algum lugar do planeta.

A data designada pela OMS, tem o objetivo de trazer uma discussão maior sobre o assunto e sua conscientização, para que menos pessoas cometam o ato. Por mais que o tema ainda seja considerado um tabu por muitas pessoas, o colocar em pauta na sociedade é um fator importante e necessário para evitar a perda de outras vidas.

Quebrar esse tabu é uma das propostas do Setembro Amarelo.

ORIGEM DO SETEMBRO AMARELO

O Setembro Amarelo surgiu com a história de Mike Emme, em 1994, nos Estados Unidos, quando o garoto de apenas 17 anos cometeu suicídio.

Ele tinha um Mustang 68 amarelo e, no dia do seu velório, seus pais e amigos resolveram distribuir cartões amarrados em fitas amarelas com frases de apoio para pessoas que pudessem estar enfrentando algum problema emocional.

A ideia desencadeou o movimento de prevenção ao suicídio e até hoje o símbolo da campanha é uma fita amarela.

O “Setembro Amarelo” foi adotado no Brasil em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

IMPORTÂNCIA DA CAMPANHA

Além de trazer esse tema à tona, as campanhas oferecem informações e opções de tratamento para o público. Fora isso, o tabu que faz muitas pessoas evitarem a falar sobre o assunto, diminui.

SE PRECISAR, PEÇA AJUDA

Se você está passando por um momento difícil, e perceber que não consegue lidar com seus sentimentos sozinho, busque ajuda. O apoio de um profissional qualificado é muito importante para superar uma fase difícil.

Por mais complicado que seja a situação, sempre existe uma saída.

O Centro de Valorização da Vida (CVV) trabalha para oferecer suporte emocional e realizar a prevenção do suicídio. Voluntários ficam à disposição 24 horas por dia para oferecer atendimento telefônico pelo número 188 ou pelo chat.

NÃO HESITE EM BUSCAR AJUDA!