fbpx

Já parou para pensar se a criança pode ser hiperativa?

Cuidar de uma criança que nunca para ou que está sempre atenta a alguma atividade aparenta ser desafiador. Alguns pais ficam com dúvidas, achando que talvez possam estar educando o filho de maneira “incorreta”.  Mas talvez a fonte desse mal-estar seja um dos temas mais procurados, pesquisados ​​e discutidos na educação: o TDAH.

Problemas com disciplina e organização

Em sua grande maioria, crianças não possuem sendo de organização apurado, assim se desenvolvendo conforme seu crescimento. Mas se a criança possui dificuldades em seguir regras ou realizar atividades planejadas a médio e longo prazo, pode significar hiperatividade.

Para resolver a situação, tente inserir tarefas mais rápidas e fáceis em sua rotina e sempre parabenize-o por seus esforços por completá-las.

Apresentar problemas para dormir

Problemas na concentração podem resultar em alterações no ciclo do sono. Para a criança hiperativa que não consegue ter um descanso, é recomendado que seja incluído uma rotina de pratica de exercícios físicos, a fim de promover seu bem estar e regular seu sono.

Fisicamente, crianças com TDAH também apresentam uma má postura, problemas respiratórios e até mesmo urinar na cama em idade acima daquela considerada comum para a fase, com dificuldade de controlar estímulos.

Ele é bastante impulsivo

Uma criança com hiperatividade reage com mais facilidade a qualquer conflito. Ainda pequenos, qualquer situação que a incomode é sempre mais valorizado pela criança, tornando mais difícil a socialização de forma pacifica com outras crianças da mesma idade.

Nesse tipo de ocasião, o recomendável é respirar fundo e dar a atenção do seu filho para outra coisa mais interessante e produtiva.

Se cansa muito rápido das atividades

É comum ver as crianças começarem a jogar um joguinho e não terem paciência para terminá-lo, ou parar de assistir desenhos animados mesmo sem a história terminar.

Para melhorar o senso de finalização de alguma tarefa, procure estimular brincadeiras curtas com começo, meio e fim, como por exemplo, jogos de tabuleiro. Esses jogos favorecem na concentração.

É importante lembrar que esses são alguns exemplos de sinais da hiperatividade, e se tratando de uma forma isolada, pode significar apenas que a criança está querendo brincar e se divertir. A intensidade da hiperatividade pode variar e requer tratamento multidisciplinar, que pode incluir psicoterapia, medicação e ajuste do aprendizado sempre reforçando que essas crianças são tão competentes quanto seus colegas, mesmo sem os mesmos sintomas.

Para lidar com a criança no dia a dia, a família deve ter, acima de tudo, amor, entendimento e serenidade.