fbpx

A formação e o desenvolvimento da criança possuem diversos aspectos, sejam físicos, emocionais ou intelectuais. A alfabetização emocional serve entender os sentimentos humanos e propiciar um crescimento mais saudável.

Entenda o que é alfabetização emocional

A alfabetização emocional ensina as pessoas a entender suas próprias emoções e sentimentos, e como essas emoções podem ser expressas. Também ensina as pessoas a entender o que outras pessoas estão sentindo. Ao melhorar a compreensão de uma pessoa de si mesma e de outras pessoas, a alfabetização emocional tem o potencial de ajudar as pessoas a enfrentar problemas de emocionalidade e agressividade nos relacionamentos e outras dificuldades relacionadas ao desenvolvimento psicossocial.

Capacidade de compreender e gerir emoções

Por meio da alfabetização emocional, as crianças aprendem a reconhecer e identificar suas emoções, o que é importante para o autoconhecimento. Dessa forma, ela compreende o significado de cada sentimento e, assim, compreende melhor quem ela é. Além disso, também auxilia no controle emocional, para que as crianças não sofram decepções, não percam o controle em momentos estressantes e saibam reconhecer seus pontos fortes.

Contribui para a prevenção de conflitos internos

Capacidade de compreender e gerir emoções Por meio da alfabetização emocional, as crianças aprendem a reconhecer e identificar suas emoções, o que é importante para o autoconhecimento. Dessa forma, ela compreende o significado de cada sentimento e, assim, compreende melhor quem ela é.

Ajuda a prevenir conflitos internos

Ajuda a prevenir conflitos internos Todos enfrentam momentos de instabilidade interior, pois certas situações nos deixam tristes, ansiosos, nervosos, com medo ou envergonhados. Por isso, é necessário saber como agir nesses momentos para evitar problemas graves.

Ajuda na maturidade emocional

A maturidade emocional é importante para uma vida mais saudável porque evita o desenvolvimento de emoções prejudiciais. A imaturidade pode fazer com que as crianças briguem, fiquem com raiva e tenham problemas com relacionamentos porque não conseguem controlar seus próprios sentimentos e respeitar os sentimentos dos outros.

Como resultado, questões como bullying, brigas e isolamento são comuns em escolas que não se envolvem em cooperação socioemocional com os alunos. Por outro lado, por meio do trabalho nessa área, pode-se promover o amadurecimento emocional e diminuir a ocorrência de problemas de relacionamento.