Brincar é uma parte importante do desenvolvimento da criança. Fornece-lhes uma conexão com o mundo fora de suas mentes e permite que eles aproveitem ao máximo esses momentos.

Por meio de interações como as brincadeiras, as crianças aprendem habilidades importantes, como desenvolvimento motor, desenvolvimento da linguagem, competência socioemocional e habilidades cognitivas.

Brincar com amigos ou colegas ajuda as crianças tanto durante sua jornada educacional quanto a descobrir o mundo de forma criativa e autônoma. Através do brincar, as crianças apoiam-se umas às outras e desenvolvem a independência e a criatividade.

Conheça algumas brincadeiras que separamos para vocês:

1- Gincana da profissão

Para competições de carreira, as crianças podem ser divididas em grupos, e um líder neutro – que pode ser um professor ou um membro da família – dá dicas relevantes do dia-a-dia sobre diferentes carreiras para mantê-los na dúvida. Podem ser palavras, frases ou mesmo jargões da profissão.

Para adicionar mais, você pode criar cartas semelhantes a baralhos que serão compradas pelo grupo. Cada cartão tem uma pista obrigatória e um título de ocupação. Não dê pistas muito óbvias, deixe-os discutir juntos e chegar a uma conclusão.

O jogo também pode acontecer virtualmente, com alguns ajustes. O líder pode distribuir algumas pistas para as crianças e dividi-las em salas sincronizadas. Cada grupo terá tempo para discutir e quando todo o grupo retornar, as respostas serão dadas.

2- Mímica

A imitação é um jogo muito simples que todas as crianças podem jogar presencialmente ou em ambiente virtual. Para orientar melhor a atividade, escolha um tema de acordo com a idade da criança e escreva em um papel a pantomima que o líder da rodada deve fazer, em seguida, faça com que ele desenhe o próximo tema.

Se o jogo for presencial, você pode dividir as crianças em pequenos grupos. Em um ambiente virtual, todos podem jogar juntos, conforme instruções do líder, mudando de tempos em tempos. Nesse caso, as dicas podem ser repassadas ao líder por meio de chat fechado na plataforma.

3- STOP

Quem não gosta de palavras de parada? É um dos jogos mais engraçados já feitos para agradar crianças e adultos. Lembrete: os desafios incluem preencher as lacunas do tópico com palavras que começam com as letras que você desenha. Quem encher tudo primeiro e gritar “pare” ganha!

Este jogo é muito legal para crianças já alfabetizadas, ajuda a desenvolver vocabulário e habilidades motoras finas. Para executá-lo, você pode fazer papel ou usar templates prontos – que você encontra em abundância na internet.

Uma alternativa aos ambientes virtuais é utilizar o app Stop, principalmente a versão gratuita. O legal deles é que o usuário tem vários recursos, como criar uma ou várias salas virtuais, a quantidade de temas, a quantidade de rodadas e a duração de cada rodada.